Paraná Extra

Justiça federal condenou sete envolvidos na operação Carne Fraca

A Justiça Federal no Paraná condenou sete pessoas e absolveu outros cinco investigados na Operação Carne Fraca. A operação apura o esquema de corrupção e cobrança de propina de empresas frigoríficas a fiscais e outros servidores do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. As investigações tiveram início em 2017.
A decisão é do juiz federal Ricardo Rachid de Oliveira, da 14ª Vara Federal de Curitiba. As condenações foram pelos crimes de participação em organização criminosa, concussão, corrupção ativa e passiva. O magistrado decretou a perda dos cargos ocupados pelos servidores públicos condenados. Ficou estipulado ainda valor mínimo de reparação do dano causado pela infração e a fixação de multas.

De acordo com o juiz, a Operação Carne Fraca revelou uma relação condenável entre empresários e fiscais federais agropecuários do Ministério da Agricultura no Paraná, na qual havia pagamento de propina em troca de uma fiscalização mais branda e da expedição de certificados sanitários internacionais sem prévio e efetivo acompanhamento dos carregamentos destinados à exportação.

Essa foi a sexta sentença proferida pela 14ª Vara Federal de Curitiba em ações penais originadas da Operação Carne Fraca, de acordo com a Justiça Federal. As investigações ainda prosseguem em outros inquéritos.

Deixe uma resposta