Paraná Extra

Justus abre mão da CCJ para Francischini, preferido do Palácio

Não haverá disputa pelo segundo posto mais importante da Assembleia Legislativa do Paraná. O deputado Nelson Justus (DEM) desistiu de concorrer à presidência da poderosa Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que comandou por oito anos, em favor de Fernando Francischini (PSL), o mais votado nas últimas eleições e preferido do Palácio Iguaçu. A eleição deve acontecer no início da tarde desta terça-feira (12).

Justus, fez discurso da tribuna da Assembleia insinuando que houve pressão para que os deputados que irão integrar a CCJ votassem no adversário, disse que nunca sofreu derrotas e que estaria pronto para voltar ao comando da Comissão daqui a dois anos. Justus afirmou que, se fosse para a disputa, ganharia, “mas há momentos na vida que pedem que recuamos para poder avançar”.

O novo presidente disse que o governo Ratinho Júnior precisa de um “aliado” na Comissão de Constituição e Justiça e que irá trabalhar para garantir a aprovação dos projetos de interesse do Palácio Iguaçu, como o que foi entregue hoje à AL pelo chefe da Casa Civil, Guto Silva, que propõe a reforma administrativa.

 

Deixe uma resposta