Paraná Extra

Mais de 20 carros são roubados por dia em Curitiba

Vinte e dois carros são roubados ou furtados por dia, em Curitiba, segundo a polícia. A maior dos crimes acontece em bairros populosos, onde os estacionamentos dos prédios não têm vagas suficientes para todos os moradores, ruas próximas a igrejas, cemitérios e hospitais.

 

O maior número de furtos, que são quando o proprietário não está presente, acontecem nos bairros Água Verde, Centro, Alto da Glória e Pinheirinho. Já os roubos, quando o motorista presencia a ação dos bandidos, acontecem no Boqueirão, na Fazendinha, na Água Verde e nas Mercês. A polícia diz que a metade dos veículos levados pelos assaltantes são recuperados.

 

Na Rua Visconde do Rio Branco, nas Mercês, os moradores reclamam da falta de segurança nas ruas. “Se não tiver policiamento, se não tiver uma segurança mais ostensiva, não tem condições mesmo”, diz Ana Luiza Meisner. Emílio Lourenço, que também mora na região conta que não dá mais para receber visitas, devido ao risco de assaltos. “Não se pode fazer uma festa, não se pode fazer uma reunião em casa e convidar amigos porque o risco é de a pessoa ter uma surpresa desagradável”, revela.

 

O delegado Marco Antônio Góes dá dicas sobre como se proteger da ação de criminosos. “Coloquem itens de segurança no veículo, como ‘corta-corrente’, alarmes, sempre na situação de dificultar a ação do marginal. Se por acaso ver que tem pessoas suspeitas próximas ao seu veículo, não chegue perto e ligue para a Polícia Militar para fazer a abordagem efetiva”, diz.

 

(G1 Paraná)

Deixe uma resposta