Paraná Extra

RebeliA?o em penitenciA?ria entra no segundo dia, com uma morte e feridos

A rebeliA?o na PenitenciA?ria Estadual de Cascavel (PEC), no oeste do ParanA?, que comeAi??ou por volta das 15h30 de quinta-feira (9), entra no segundo dia, nesta sexta (10), sem previsA?o para encerrar. Dois agentes penitenciA?rios sA?o mantidos refAi??ns desde o inAi??cio do tumulto, e dois presos foram mortos. Um deles, decapitado. Equipes do Setor de OperaAi??Ai??es Especiais (SOE) e da PolAi??cia Militar (PM) estA?o no local para tentar negociar o fim da rebeliA?o. Pelo menos 80% da estrutura do presAi??dio foi destruAi??da, segundo a PM.
Ai??s 7h40, a PM havia dito que a rebeliA?o poderia terminar em breve. Contudo, meia hora depois, os policiais informaram que os presos nA?o cumpriram o acordo prAi??-firmado e decidiram nA?o liberar os refAi??ns. Com isso, as negociaAi??Ai??es voltaram a ser retomadas do zero, segundo a polAi??cia.
Um terceiro agente que tambAi??m tinha sido rendido foi liberado no final da tarde de quinta. O homem sofreu ferimentos na cabeAi??a e foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Veneza.
O Sindicato dos Agentes PenitenciA?rios informou que a rebeliA?o comeAi??ou no solA?rio da penitenciA?ria. De acordo com o sindicato, os presos que estavam no local escalaram a parede e acessaram o telhado.
InformaAi??Ai??es preliminares da Secretaria de SeguranAi??a PA?blica do ParanA? (Sesp) apontam para uma possAi??vel briga entre facAi??Ai??es. Os nomes delas nA?o foram divulgados. A Sesp informou ainda que nA?o foi feita qualquer exigA?ncia por parte dos presos.
Durante a rebeliA?o, outros seis presos ficaram feridos. Segundo a PolAi??cia Militar (PM), eles foram socorridos e encaminhados para unidades de pronto atendimento.
Familiares aguardam do lado de fora do presAi??dio em busca de informaAi??Ai??es de parentes. Na quinta, eles chegaram a fechar a BR-277 para protestar sobre a falta de notAi??cias, mas liberaram o trecho cerca de trA?s horas depois.

(G1)

Deixe uma resposta