Paraná Extra

Mais uma vez é anunciada a duplicação da Avenida JK, em Matinhos

Mais uma vez um governo anuncia a obra de duplicação da Avenida JK (PR-412), em Matinhos. No final do governo passado, a então governador Cida Borghetti chegou a assinar a ordem de serviço para a construção da obra, que não saiu do papel. Agora, a remodelação da via é prometida para ser iniciada neste mês pelo governo Ratinho Junior.

Antiga reivindicação dos moradores e frequentadores do Litoral paranaense, a JK faz parte da PR-412, rodovia que liga as cidades de Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná.

O investimento é de R$ 34,57 milhões. Uma fatia dos recursos que garantiu o início da obra ainda neste ano, no valor de R$ 12 milhões, foi repassado pela Assembleia Legislativa, atendendo a um pedido do Governo do Estado. A transferência é uma antecipação de parte da verba que anualmente o Poder Legislativo devolve ao Executivo, fruto da economia na administração da Casa.

O restante será bancado com recursos do Governo do Estado, especificamente da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística.

PROJETO – A obra consiste na duplicação em um trecho de 2,4 quilômetros de extensão, entre as ruas Alvorada (que dá acesso ao ferryboat) e Pastor Elias Abraão (prédio da prefeitura). Além da restauração e implantação de pista dupla na avenida JK, o edital prevê a readequação do canal de macrodrenagem do rio da Draga.

O projeto estabelece duas faixas de tráfego em cada sentido, com 3,6 metros de largura cada, totalizando 7,2 metros por pista, separadas por um canal projetado entre barreiras de concreto.

Na interseção com a avenida Paraná será implantada uma rotatória com semáforo. “A JK é simbólica. Vamos começar imediatamente com a assinatura da ordem de serviço. Estamos resgatando um desejo antigo de toda a população do Litoral”, disse o secretário da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

Além da duplicação, toda a drenagem da PR-412 será adequada para evitar alagamentos, por meio da implantação de dispositivos que maximizam a capacidade hidráulica do sistema como forma de evitar alagamentos. O canal, hoje a céu aberto, será totalmente revestido em concreto e reposicionado em alguns trechos.

COMÉRCIO – Para atender o comércio da região foi prevista uma faixa de estacionamento com dois metros de largura. Em função do alto fluxo de ciclistas e pedestres será implantada uma ciclovia compartilhada. “Todos os paranaenses que têm sua segunda residência em alguma praia do Litoral também serão beneficiados. Trará mais agilidade e segurança para quem usa essa avenida”, afirmou o prefeito de Matinhos, Ruy Hauer.

Deixe uma resposta