Paraná Extra

Marido de advogada que caiu de prédio é indiciado por feminicídio

A Polícia Civil indiciou por feminicídio o professor Luis Felipe Manvailer, de 32 anos, marido da advogada Tatiane Spitzner, de 29, que caiu do 4º andar do prédio em que morava em Guarapuava, na região central do Paraná. Segundo o delegado, o indiciamento foi por homicídio qualificado, motivo torpe, uso de meio cruel – que impossibilitou a defesa da vítima e também pela condição do sexo feminino.

Manvailer também foi indiciado pelo furto do carro de Tatiane por ter utilizado o veículo, segundo a polícia, para fugir sentido fronteira com o Paraguai. O delegado Bruno Miranda Maciozeki garante que possui provas concretas contra o suspeito.

O delegado afirma que o suspeito ainda retirou o corpo do local da queda e apagou as manchas e marcas de sangue na entrada do edifício, para dificultar a perícia e induzir peritos e juiz ao erro. A polícia aguarda resultados de exames complementares, entre eles o que pode identificar a causa da morte da advogada.

Manvailer nega as acusações. Ele foi preso no mesmo dia, horas depois, após bater o carro em São Miguel do Iguaçu, a 340 quilômetros de Guarapuava. A defesa ainda não se pronunciou sobre o indiciamento.

Deixe uma resposta