Paraná Extra

Marido de advogada que caiu do prA�dio deve ser indiciado

O MinistA�rio PA?blico do ParanA? deve apresentar nesta segunda-feira (6) denA?ncia contra LuA�s Felipe Manvailer, suspeito pela morte da esposa, a advogada Tatiane Spitzner, de 29 anos, na madrugada do dia 22 de julho, apA?s ela cair do quarto andar do prA�dio onde moravam, no Centro de Guarapuava.

Neste final de semana, imagens das cA?meras de seguranA�a do edifA�cio mostram que o professor agrediu a advogada, na chegada do prA�dio, na garagem e no elevador. AlA�m disso, logo apA?s a morte, Manvailer levou o corpo de Tatiane para dentro do apartamento, trocou de roupa e fugiu em seguida. Ele foi preso no mesmo dia, apA?s bater o carro da vA�tima enquanto fugia para o Paraguai.

O professor jA? foi indiciado pela PolA�cia Civil por homicA�dio qualificado, motivo torpe, uso de meio cruel que impossibilitou a defesa da vA�tima e condiA�A?o do sexo feminino (feminicA�dio), alA�m do furto do carro da vA�tima.

A famA�lia de Tatiane criou pA?ginas nas redes sociais como forma de incentivar mulheres a denunciarem casos de violA?ncia. Os perfis no Facebook e no Instagram tA?m o nome de Todos Por Tatiane Spitzner e o slogan A� a�?ViolA?ncia deixa marcas, nA?o vA?-las deixa feminicA�dioa�?.

Com as hashtags #JustiA�aparaTatiane e #JustiA�aparaTodas, no Instagram os familiares divulgam relatos de outras vA�timas, alA�m de promover alertas sobre como se caracteriza um relacionamento abusivo, e como fazer a denA?ncia caso a mulher perceba que estA? sendo mais uma vA�tima.

O advogado da famA�lia de Tatiane, Gustavo Scandelari, afirma que todas as provas e laudos atA� agora, contradizem o que foi dito por Manvailer em depoimento.

Deixe uma resposta