Paraná Extra

Ministério do Turismo: PF não conseguiu prender envolvido de Curitiba

A Polícia Federal prendeu até o momento 35 pessoas na Operação Voucher, sendo 19 por prisão
preventiva e 16 por prisão temporária. Do total de presos 6 são servidores
públicos. Os presos preventivamente serão encaminhados para Macapá, onde
permanecerão à disposição da Justiça.

Prisões por estado

  1. Amapá – 7 prisões decretadas (1 preventiva e 6 temporárias). Todas
    cumpridas.
  2. Distrito Federal – 18 prisões decretadas (12 preventivas e 6 temporárias).
    Foram 17 cumpridos (12 preventivas e 5 temporárias).
  3. Curitiba – 1 mandado de prisão temporária decretada (não cumprida)
  4. São Paulo – 12 prisões decretadas (6 preventivas e 6 temporárias), sendo 11
    cumpridas (6 preventivas e 5 temporárias)

Todos os sete mandados de busca e apreensão foram cumpridos. Os
agentes coletaram documentos e computadores que serão analisados na próxima fase
da investigação. Em São Paulo, na residência do Diretor Executivo do IBRASI,
foram apreendidos 610 mil reais em espécie.

As investigações iniciaram em abril de 2011. O convênio
fraudado tinha o valor de 4,4 milhões de reais. Com os documentos apreendidos no
dia será possível calcular o valor desviado, mas estima-se que 2/3 do
montante não tenha sido executado.

Deixe uma resposta