Paraná Extra

Ministro diz que Ai?? alvo do MP porque contraria interesses

ApA?s tomar conhecimento da aAi??A?o civil pA?blica em que o MinistAi??rio PA?blico Federal em Pernambuco (MPF/PE) pede seu afastamento cautelar, o ministro da SaA?de, Ricardo Barros, disse que Ai?? alvo da medida porque contraria grandes interesses.

A aAi??A?o foi ajuizada em Pernambuco pela procuradora da RepA?blica Silvia Regina Pontes Lopes, que acusa o ministro de atuar para ai???esvaziarai??? a Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (HemobrA?s) de suas atribuiAi??Ai??es institucionais. Criada em 2004, a estatal Ai?? vinculada ao MinistAi??rio da SaA?de e Ai?? responsA?vel pela produAi??A?o de medicamentos hemoderivados.

Segundo a procuradora, Barros trabalha para transferir as instalaAi??Ai??es da empresa de Pernambuco para seu reduto eleitoral, o ParanA?. A fA?brica da HemobrA?s, localizada no municAi??pio de Goiana (PE), funciona apenas de forma parcial. A obra, iniciada em 2010, ainda nA?o foi concluAi??da.

Na aAi??A?o civil pA?blica, a procuradora pede a manutenAi??A?o do acordo firmado com a empresa Shire FarmacA?utica Brasil. Segundo Barros, hA? uma negociaAi??A?o em curso com o fabricante dos medicamentos para manutenAi??A?o do acordo de compra.

Barros disse Ai?? AgA?ncia Brasil que a Shire comeAi??ou oferecendo R$ 30 milhAi??es em investimentos na HemobrA?s. Atualmente estA? oferecendo R$ 300 milhAi??es. Ainda assim nA?o termina a fA?brica de fracionamento em Pernambuco. O Ministro garantiu que pretende apertar a negociaAi??A?o para conseguir concluir todo o sistema de sangue da HemobrA?s.

(CBN)

Deixe uma resposta