Paraná Extra

Ministro Fachin nega ter sofrido qualquer tipo de coaA�A?o

O Ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, relator da lava jato, afirmou em um evento em Curitiba na A?ltima sexta-feira (9) que nA?o acredita que o judiciA?rio brasileiro tenha sido constrangido em algum momento pela RepA?blica na tomada de decisA�es. Ele ministrou uma rA?pida palestra para magistrados em uma solenidade que marcou os 100 anos do Instituto dos Advogados do ParanA?. Fachin estA? a frente da relatoria hA? cinco meses e ressaltou que nunca foi pressionado ou coagido a deliberar acerca de alguma aA�A?o.

Durante a palestra, Fachin tambA�m enfatizou a importA?ncia da liberdade de imprensa.

Luiz Edson Fachin foi indicado para o Supremo pela ex-presidente Dilma Roussef e teve o nome aprovado pelo Senado em maio de 2015. Ele substituiu Teori Zavascki, que morreu em um acidente aA�reo em janeiro. O ministro ressaltou no evento que a corte segue sendo imparcial na anA?lise dos processos da Lava Jato.

O ministro afirmou ainda que o diA?logo tem sido primordial nos julgamentos das aA�A�es que seguem para a Suprema Corte. Ele disse que estA? aberto para ouvir a defesa de acusados e os rA�us das aA�A�es da lava jato.

Fachin encerrou relatando que um dos desafios na funA�A?o de ministro A� a grande quantidade de processos que tramitam diariamente no STF. Segundo ele, cerca de 60% das aA�A�es sA?o recursos impetrados pelas defesas de acusados. Durante a palestra, o ColA�gio de Presidentes dos Institutos dos Advogados do Brasil divulgou uma nota de apoio ao ministro Edson Fachin, repudiando qualquer tentativa da RepA?blica em constranger as decisA�es do STF.

(Bandnews)

Deixe uma resposta