Paraná Extra

Mote de Ratinho, “ilha do governador” vira parque por decreto de Cida

Usada pelo candidato Ratinho Junior (PSC) como “mote” de campanha, quando afirma, na propaganda eleitoral, que vai acabar com “a ilha do governador”, a Ilha das Cobras virou nesta semana uma unidade de conservação na categoria Parque Estadual, com proteção integral de seu ambiente e espaço de pesquisa e educação ambiental. O decreto que dá nova destinação à área, que até 2011 era usada como casa de veraneio de governadores, foi assinado pela governadora Cida Borghetti, candidata à reeleição e adversária do ex-secretário estadual, nesta terça-feira (3), no Palácio Iguaçu.

Com 52 hectares de área remanescente de Mata Atlântica e parada de tartarugas marinhas, o Parque Estadual Ilha das Cobras também abrigará a Escola do Mar, destinada à educação ambiental e à pesquisa. O objetivo é multiplicar o conhecimento sobre as ciências do mar, unindo o saber tradicional Caiçara (conhecimento dos pescadores) à inovação e tecnologia.
Com a assinatura do decreto, começa uma nova etapa do projeto. “Queremos que o local seja aberto à visitação pública e à educação ambiental dos estudantes do Paraná, além de promover a melhoria das condições de vida e de trabalho da comunidade pesqueira da região e de suas futuras gerações”, afirmou Cida Borghetti.
A governadora lembrou que no início de junho determinou a criação de um grupo de trabalho para estudar uma nova destinação para a ilha. A tarefa ficou a cargo das secretarias estaduais do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, da Educação, da Comunicação Social e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior; Casa Civil; Procuradoria-Geral do Estado (PGE); Sanepar; e o Instituto Ambiental do Paraná (IAP).
A Ilha das Cobras pertence à União e foi necessário aval federal para a constituição do novo parque no local. No último dia 30 de agosto, o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão enviou ofício ao Governo do Estado se posicionamento favorável à criação de uma unidade de conservação na área. Além disso, também renovou a cessão da ilha ao governo estadual para que faça as intervenções necessárias.
“Tudo isso foi possível graças ao entendimento do Governo do Estado e da União, que vêm tratando desse assunto há cerca de dois meses, com a criação de um grupo de trabalho específico para este assunto”, disse o secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Antônio Carlos Bonetti.

Deixe uma resposta