Paraná Extra

MP defende que médico acusado de matar namorada vá a júri popular

O Ministério Público do Paraná pediu que o médico Rafael Suss Marques, acusado de matar a namorada Renata Muggiati vá a júri popular. O médico, preso desde fevereiro deste ano, é acusado de asfixiar e empurrar a namorada do trigésimo primeiro andar do apartamento dele em setembro de 2015 e responde por lesão corporal, fraude processual e homicídio qualificado.

Para o MP, as provas são suficientes para que Suss Marques continue preso até o julgamento. O médico nega as acusações e alega que a vítima estaria com depressão e por isso teria se jogado do prédio. O advogado do acusado alegou que ainda não foi intimidado pelo MP.

Deixe uma resposta