Paraná Extra

Municipios obedeceram orientação de Ministério e ficaram sem segunda dose

Treze municípios do Paraná não têm doses da Coronavac para realizar a segunda aplicação. A vacina contra a Covid-19 que é envasada pelo Instituto Butantan, tem intervalo de 21 a 28 dias, entre a aplicação da primeira dose e o reforço. A falta atinge as pessoas que se vacinaram pela primeira vez no início de abril. Na Região Metropolitana de Curitiba, três municípios foram afetados: Piraquara, São José dos Pinhais e Fazenda Rio Grande. Antonina, no Litoral do estado, também não tem doses para a segunda aplicação.

No interior do Paraná, outras nove cidades estão na mesma situação, são elas: Boa Ventura de São Roque, Lindoeste, Tapira, Cidade Gaúcha, Santa Maria do Oeste, Rosário do Ivaí, Itaipulândia, Doutor Ulisses e Nova América da Colina.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, o principal motivo pela falta de doses é o atraso no envio dos imunizantes, pelo Ministério da Saúde. Segundo a secretaria, o Paraná tem solicitado constantemente o envio de mais vacinas ao Governo Federal. A pasta aguarda a confirmação com relação às datas de envio.

O município de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, foi o primeiro no estado a suspender a aplicação da segunda dose da Coronavac, há uma semana.

Deixe uma resposta