Paraná Extra

Museu Alfredo Andersen inaugura três novas exposições

Museu Alfredo Andersen recebe três novas exposições neste mês de junho. “Degrada Urbe”, de Enir Mendes; “Passo: em Terra”, de Gustavo Malucelli; e “Risco, Incerteza e Lucro”, de Luiz Postal. Curitiba, 21/06/17. Foto: Divulgação/ SEEC

O Museu Alfredo Andersen abre três novas exposições neste mês de junho. “Degrada Urbe”, de Enir Mendes; “Passo: em Terra”, de Gustavo Malucelli; e “Risco, Incerteza e Lucro”, de Luiz Postal. São quadros, instalações, videoarte e objetos tridimensionais que questionam a forma de ver a sociedade. As mostras abrem no dia 28 (quarta-feira), às 18h, e permanecem em exposição até o dia 30 de julho. A entrada é gratuita.

“Degrada Urbe”, de Enir Mendes, é uma obra em construção, e traz à tona o mundo do consumo excessivo visto sob outra perspectiva. A mostra é composta por objetos tridimensionais e divide-se em duas séries: uma intitulada “Trabalho” e outra chamada “Sem-Teto”. A primeira traz um olhar sobre o fazer coletivo e anônimo, em objetos desperdiçados. A segunda é composta por objetos e materiais reutilizados e abandonados por moradores de rua.

“Passo: em terra”, de Gustavo Malucelli, é uma instalação que aborda diversos aspectos da terra. A busca da raiz é a motivação do trabalho. A exposição evita mostrar a terra apenas como espaço de cultivo, produção ou morada, mas aborda também aspectos simbólicos, dentro da perspectiva do sagrado ou do místico. O artista possui família na aldeia Wapichana, em Roraima, e propõe, por meio da videoarte, apresentar questões de transformações culturais migratórias.

“Risco, Incerteza e Lucro”, de Luiz Postal, apresenta quadros que trazem um visual volátil, incômodo e inseguro da atualidade frágil e permeada por pós-verdades. Segundo o artista, a intenção da mostra é causar desconforto e perturbação, com imagens propositalmente desconcertantes que ilustram o sugestivo desconforto ansioso e latente da incerteza que nos cerca. Designer e artista visual, sua linguagem, descrita como “patologicamente melancólica”, resulta em composições visuais absurdas e contemporâneas.

SERVIÇO: Exposições “Passo: em terra”, “Degrada Urbe” e “Risco, Incerteza e Lucro” no Museu Alfredo Andersen.

Data: 28 (quarta-feira).

Horário: 18h.

Período expositivo: até 30 de julho.

Entrada gratuita.

Museu Alfredo Andersen

Rua Mateus Leme, 336 – São Francisco. Curitiba-PR.

Visitação: terça a sexta-feira, das 9h às 18h.

Sábados e domingos das 10h às 16h.

41 3222-8262 | 41 3323-5148.

www.maa.pr.gov.br | maa@seec.pr.gov.br

Deixe uma resposta