Paraná Extra

Não houve acordo de novo e a greve dos servidores continua

A greve dos servidores públicos estaduais continua. Uma nova tentativa de acordo feito nesta manhã (8), na Casa Civil, não deu resultado. Depois de oferecer 0-,5% em outubro, o governo Ratinho Junior propôs pagar 2% em janeiro 2020. Representando as diversas categorias de servidores, o Fórum da Entidades Sindicais (FES) pediu antecipação do percentual para outubro deste ano.

Em função do impasse, o deputado estadual Hussein Bakri, líder do governo, disse que vai pedir a retirada do projeto da data-base para reencaminhar um novo texto após o recesso parlamentar, que deve começar no próximo dia 17.

Novamente o ponto polêmico foi a questão de divergência de dados da situação financeira do Estado, entre dados apresentados pelo governo e dados do FES.

Uma comissão governo e outra do FES se reunirão novamente na tentativa de suplantar a divergência de dados.

 

Deixe uma resposta