Paraná Extra

Neblina e fumaça provocam novas interdições da BR-277

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a concessionária Ecovia voltaram a interditar o trecho da BR-277 onde ocorreu o grave acidente de domingo, que deixou oito pessoas mortas. Os dois sentidos da rodovia, na altura do km 74, em São José dos Pinhais, na Grande Curitiba, foram bloqueados às 23h45 desta terça-feira (4).
As pistas só foram liberadas às 4h15 da manhã desta quarta (5). Mais tarde, a concessionária e a PRF voltaram a interditar o trecho por uma hora, das 7h30 às 8h30.

O motivo do bloqueio foi mais uma vez a forte neblina e a fumaça de um incêndio em vegetação, ao lado da rodovia. A finalidade é evitar novos acidentes.

Segunda interdição em 24h

Na manhã desta terça, o mesmo trecho ficou interditado por mais de 3 horas pelo mesmo motivo. Também pela manhã, a Polícia Civil ouviu o motorista do caminhão que se envolveu no acidente. De acordo com o delegado Fabio Machado, o caminhão trafegava dentro da velocidade permitida para a via. O determinante para a ocorrência do engavetamento, segundo ele, foram a fumaça do incêndio e a forte neblina.

Fumaça

A fumaça causada por incêndios em vegetação, à beira da BR-277, entre São José dos Pinhais e a capital, não é novidade. Ela está presente no trecho há dias, segundo os moradores.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o número de incêndios florestais aumentou 168,5% em relação a 2019 em Curitiba e Região Metropolitana. A maioria é provocada pela população.

(CBN)

Deixe uma resposta