Paraná Extra

Ney pede à justiça que investigue possível crime eleitoral cometido por Greca

Candidato derrotado nas últimas eleições para prefeito de Curitiba, o deputado estadual Ney Leprevost ( PSD) protocolou hoje (19), junto à Procuradoria Regional Eleitoral, pedido de investigação de possível crime eleitoral praticado pela campanha do prefeito e então candidato Rafael Greca. Segundo denúncia do jornal “Gazeta do Povo”, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – Gaeco teria descoberto uma trama eleitoral envolvendo um ex-secretário da Prefeitura, na operação que investigava a concessão de alvarás pelo Executivo.

Ney também pediu ao Gaeco que torne pública as escutas telefônicas que deram suporte à investigação.

Greca teria conseguido documentos contra Leprevost com a ajuda de funcionários da Secretaria de Urbanismo para garantir sua vitória.

Já, segundo a Prefeitura de Curitiba, durante o período eleitoral, foram obtidas documentações na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná e no Cartório de Registro de Imóveis, que mostravam desvio de finalidade na utilização do imóvel do Instituto dos Cegos por membros da família Leprevost. A denúncia não se embasou documentos da Secretaria Municipal de Urbanismo, cujos processos são públicos e podem ser acessados por qualquer cidadão.

O ex-prefeito Gustavo Fruet também se manifestou informando que o pedido para que o Gaeco efetuasse a investigação foi feito por sua gestão e não pelo da atual prefeito, a quem chamou de “mentiroso” em post publicado no Facebook na noite do último sábado (17).

 

Deixe uma resposta