Paraná Extra

O pós-punk do Sisters of Mercy dia 8, no Ópera de Arame

The Sisters of Mercy, uma das principais bandas britânicas do movimento pós-punk oitentista, volta ao país em novembro para relembrar seus maiores sucessos da carreira.  Com realização da Red Records Produções e Top Link Music, a parada em Curitiba acontece no dia 8 de novembro na Ópera de Arame (R: João Gava, s/n), a partir das 20horas. A abertura fica por conta do power trio The Secret Society e do dj e produtor curitibano JackJack, que vai aquecer o público com muito pós-punk, goth rock e dark wave antes e após os shows no Ópera Arte. Antes da capital paranaense, a banda passa por Brasília e depois segue para São Paulo e Rio de Janeiro. A visita mais recente do grupo no país foi em setembro de 2016.
Formado e liderado por Andrew Eldritch, o The Sisters of Mercy caiu nas graças do público após gravar os discos clássicos “First and Last and Always” (lançado em 1985), “Floodland” (de 1987) e “Vision Thing” (1990). Músicas como “This Corrosion” e “Lucretia My Reflection” são hits icônicos do grupo, que gravou ainda canções igualmente conhecidas, como “Temple of Love” e “More”.

 

O The Sisters of Mercy fez parte de um movimento que levou às paradas riffs que fugiam à agressividade do punk e flertavam com a música eletrônica. Bandas como The Cure, The Mission, Bauhaus , Joy Division e posteriormente Ghost criaram uma cena que influencia bandas até hoje.

 

Mesmo tendo lançado apenas três álbuns, a banda é um ícone da música pop “sombria”, com elementos psicodélicos, dance e punk. O cantor Eldritch tem como principal traço a voz profunda. O aspecto visual do palco é um ponto alto no show e faz um espetáculo à parte para os fãs.

 

O Começo

O nome da banda é o mesmo da canção de Leonard Cohen que está na trilha sonora do filme “McCabe & Mrs Miller”, de 1971, dirigido por Robert Altman, e estrelado por Warren Beatty e Julie Christie (que concorreu ao Oscar de melhor atriz).
A ideia, no começo, era a mesma de inúmeras outras bandas: gravar músicas que chamassem a atenção do radialista John Peel, dono do programa de rock de maior sucesso da época.
O Sisters teve em uma das formações, no início da carreira, a presença de Wayne Hussey, que depois saiu e montou The Mission com o baixista Craig Adams.
Mais sobre The Secrety Society
Há dois anos na estrada, o power trio The Secret Society é formado por Guto Diaz, Fabiano Cavassin e Orlando Custódio. O  grupo vem se consolidando como uma das maiores revelações do rock curitibano, com uma sonoridade fortemente influenciada pelo pós-punk soturno e o goth rock. O grupo foi escalado para abrir as apresentações dos britânicos na turnê na América Latina.

SERVIÇO:
THE SISTERS OF MERCY
Abertura: The Secrety Society e dj JackJack
Quando: 08 de novembro de 2019 (Sexta-feira)
Local: Ópera de Arame (R. João Gava, s/n)
Horários: Abertura do teatro: 19h /Início dos shows: a partir das 20h
Duração do show: cerca de 90min
Ingressos: os valores variam de R$100,00 (meia-entrada) a R$340,00 (inteira), de acordo com o setor.
Plateia Vip Premium – R$340,00 (inteira) e R$170,00 (meia-entrada) / Camarote – R$300,00 (inteira) e R$150,00 (meia-entrada);
Pista  – R$200,00(inteira) e R$100,00 (meia-entrada).

Deixe uma resposta