Paraná Extra

OperaA�A?o conjunta visa combater receptaA�A?o de matA�rias de cobre

Perto de 50 servidores pA?blicos, entre policiais civis e fiscais da Prefeitura de Curitiba, participam hoje (15) de uma aA�A?o integrada para coibir a receptaA�A?o de materiais de cobre furtados. O objetivo da aA�A?o A� desestimular o volume de furtos de cabos ou materiais, o que vem causando transtornos ao trA?nsito e colocam em risco serviA�os essenciais, como os de saA?de.AlA�m de homens da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), do Centro de OperaA�A�es Policiais Especiais (Cope) e da Delegacia de ProteA�A?o ao Meio Ambiente (DPMA), a aA�A?o tambA�m conta com a atuaA�A?o de guardas municipais de Curitiba. As abordagens estA?o sendo acompanhadas por fiscais das secretarias de Meio Ambiente, de TrA?nsito (Setran) e de Urbanismo. Os trabalhos sA?o acompanhados por representantes de empresas de telecomunicaA�A�es.

Dentre os locais que devem ser fiscalizados estA?o barracA�es de materiais reciclados e empresas prestadoras de serviA�os de telecomunicaA�A�es. a�?Os policiais foram orientados a identificar objetos que vA?o desde cabos de fiaA�A?o elA�trica a lA?pides de cemitA�rios. Nestes casos, os possA�veis responsA?veis por manter tais objetos deverA?o responder por receptaA�A?o qualificadaa�?, afirma o delegado-titular da DFR, Matheus Laiola.

Para o delegado-chefe da A�DivisA?o de Crimes Contra o PatrimA?nio (DCCP), Alexandre Macorin, a intenA�A?o A� realizar aA�A�es como esta de forma periA?dica, como uma medida mais incisiva de combate ao furto de materiais de metais reaproveitA?veis. a�?Os furtos que acontecem na rede elA�trica ou no cabeamento que alimenta os serviA�os de telecomunicaA�A?o podem gerar transtornos graves, como cancelamentos de cirurgias. Por isso temos seguido as orientaA�A�es da secretaria (da SeguranA�a PA?blica – Sesp) para direcionar esforA�os para reduzir o nA?mero de furtosa�?, afirma Macorin.

Deixe uma resposta