Paraná Extra

Paraguai deve reduzir impostos sobre eletrônicos para estimular comércio

O governo paraguaio deu mais detalhes sobre o plano de reativação econômica da fronteira elaborado pelo Ministério da Fazendo. Após um reunião com o presidente Mário Abdo Benitez, a ministra de Indústria e Comércio, Liz Cramer, adiantou que o plano tem uma linha social, financeira, operativa, comercial e de ordem tributária.
A reunião com ministros e diretores do governo aconteceu no quartel de comando das Forças Armadas, em Assunção, na quinta-feira (18).

Um dos destaque do plano é a redução do Imposto Seletivo a Consumo (ISC), principalmente para eletrônicos e a diminuição em 30% das taxas cobradas pela Diretoria Nacional de Aviação Civil (Dinac), pagamento de subsídios e crédito especial.

Liz disse que o governo estuda uma redução dos custos operacionais para os empresários com redução de taxas portuárias e diminuição de taxas em 78 novos produtos.

O ministro da Tributação, Óscar Orué, falou que a redução do ISC deve contemplar celulares e outros eletrônicos, produtos que são o “carro chefe” do comércio nas cidades de fronteira com o Brasil.

O Banco Nacional de Fomento do Paraguai poderá ainda, oferecer uma linha de crédito específica para as empresas de fronteira, com melhores condições e sem juros mensais.

Deixe uma resposta