Paraná Extra

Paraná tem três assaltos a ônibus de turismo por mês

O Paraná tem, em média, mais de três casos de assaltos a ônibus de turismo, nas estradas, todos os meses. Em 2019, foram 44 ocorrências, de acordo com as policiais rodoviárias Federal e Estadual. No entanto, em 2020, a média tem sido maior – já foram 13 casos (nove em rodovias federais e quatro em estaduais).

Os ataques geralmente acontecem contra ônibus de pessoas que vão à São Paulo para fazer compras, na Rua 25 de Março ou na região do Brás. Muitos dos passageiros costumam viajar com dinheiro em espécie. Nos últimos anos, tem se tornado comum a contratação de escolta armada para tentar dar mais segurança aos passageiros.

No entanto, nem mesmo isso tem sido suficiente para impedir as ações criminosas. Há situações nas quais os bandidos se aproximam atirando para evitar qualquer reação. É o que relata o inspetor Maciel Júnior, da Polícia Rodoviária Federal.
Segundo o agente, as quadrilhas são bem organizadas e contam com olheiros, para garantir que nenhuma equipe policial consiga surpreender os assaltantes.
Geralmente, os veículos utilizados pelos bandidos são incendiados, para que os peritos não consigam identificar impressões digitais, por exemplo. As abordagens criminosas costumam acontecer em trechos de estradas onde não há sinal de telefonia ou de internet.

Além disso, o acesso a estradas menores, secundárias, também é atrativo para as quadrilhas. Para o inspetor, a melhor maneira de combate a esse tipo de crime é a união de forças de segurança na investigação.
Em um dos casos, registrado no dia 12 de fevereiro, três assaltantes foram mortos quando um passageiro, armado, reagiu. A situação foi na BR-116, em Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba. Dois bandidos foram baleados e o terceiro pulou a janela para tentar escapar, mas foi atropelado por um caminhão. Uma passageira, de 62 anos, foi baleada de raspão. O passageiro que reagiu tinha porte de arma de colecionador e atirador.

(Bandnews)

Deixe uma resposta