Paraná Extra

Patrulha contava com aluguel de máquinas de empreiteiras. Veja relação de presos

Embora o processo esteja em segredo de justiça, sabe-se que o programa Patrulha do Campo começou a ser realizado no primeiro governo de Beto Richa, em parceria com as prefeituras. Seu objetivo era recuperar vias rurais em diversos municípios do Paraná. As ações visavam a melhoria das estradas rurais municipais, utilizadas pela população para transporte da produção agrícola e em busca de serviços educacionais e de saúde nos centros urbanos. O DER definia as áreas a serem atendidas e liberava material a ser usado e as prefeituras entravam com fornecimento de mão-de-obra. Cabia ainda ao governo contratar máquinas e equipamentos junto a empreiteiras (J. Malucelli, Ouro Verde, Cotrans e outras) para a execução dos serviços.

Confira relação de presos na “Operação Rádio Patrulha:
1. Beto Richa (PSDB) – ex-governador;
2. Fernanda Richa (PSDB) – esposa de Beto Richa e ex-secretária da Família e Desenvolvimento Social;
3. Deonilson Roldo – ex-chefe de gabinete do ex-governador;
4. Pepe Richa – irmão de Beto Richa e ex-secretário de Infraestrutura;
5. Ezequias Moreira – ex-secretário de cerimonial de Beto Richa;
6. Luiz Abib Antoun – primo do ex-governador;
7. Edson Casagrande – ex-secretário de Assuntos Estratégicos do Paraná e empresário da Terra Brasil. Não foi localizado;
8. Celso Frare – empresário da Ouro Verde;
9. Aldair W. Petry;
10. Dirceu Pupo – contador;
11. Joel Malucelli – empresário proprietário do grupo J. Malucelli, que congrega banco, c onstrutora, veículos de comunicação, etc, está em viagem à Itália;
12. Emerson Cavanhago – preposto de Edson Casagrande;
13. Robinson Cavanhago – preposto de Edson Casagrande;
14. Túlio Bandeira – procurador de Edson Casagrande;
15. André Felipe Bandeira – procurador de Edson Casagrande. Não foi localizado.
O Gaeco fez buscas em 16 imóveis, quatro escritórios, um escritório político, quatro empresas em Curitiba e na sede do DER. Também um mandado foi cumprido no Palácio Iguaçu, visando o acesso a agendas de 2014. “

Deixe uma resposta