Paraná Extra

PedA?gio: concessionA?rias foram notificadas sobre fim do contrato

A governadora Cida Borghetti informou nesta segunda-feira (11) que as seis concessionA?rias do Anel de IntegraA�A?o foram notificadas para que iniciem os processos de finalizaA�A?o dos contratos, que serA?o encerrados em 2021. a�?O ParanA? precisa avanA�ar e, desde jA?, iniciar a elaboraA�A?o de um novo modelo de concessA?o para promover a justiA�a tarifA?ria com mais obras e reduA�A?o das tarifas em 50%, em mA�diaa�?, disse a governadora.

A iniciativa do Governo do Estado busca organizar o encerramento do complexo modelo de concessA?o iniciado em 1997. a�?Uma medida de gestA?o para garantir agilidade, rapidez e o encerramento correto dos contratosa�?, afirmou Cida Borghetti. a�?Estamos comunicando antecipadamente para que as concessionA?rias se preparem e tenham a consciA?ncia de que os contratos nA?o serA?o renovadosa�?, explicou.

O documento encaminhado A�s seis empresas cita a necessidade de realizar a verificaA�A?o, levantamentos e anA?lises de dados e dos bens reversA�veis (estradas, pontes, viadutos, edifA�cios e outras instalaA�A�es). O Anel A� formado por 2,5 mil quilA?metros de rodovias. Destes, 1,8 mil quilA?metros sA?o federais, delegados ao ParanA?, e 700 quilA?metros estaduais. Ao todo, hA? 27 praA�as de pedA?gio.

Uma comissA?o liderada por tA�cnicos da Secretaria de Infraestrutura e LogA�stica e do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), com o apoio da AgA?ncia Reguladora do ParanA? (Agepar), ficarA? encarregada dos trabalhos de encerramento dos contratos, com anA?lise do que ainda estA? para ser executado e conclusA?o do contrato.

Segundo o secretA?rio estadual do Desenvolvimento Urbano, Silvio Barros, este A� um dos trA?s grupos de trabalho que ficarA?o responsA?veis por questA�es envolvendo a concessA?o de rodovias. O segundo trabalha na renovaA�A?o da delegaA�A?o de rodovias federais que cortam o Estado e o terceiro tem a tarefa de elaborar um novo modelo de concessA?o.

a�?No ParanA? existem rodovias federais que formam um importante corredor de exportaA�A?o e o projeto precisa incluA�-los para que tenhamos qualidade logA�stica que o Estado precisaa�?, afirmou. a�?A meta dos estudos A� para que possamos ter uma tarifa de pedA?gio 50% menor do que os valores praticados atualmentea�?, completou o secretA?rio, ressaltando que projetos de concessA?o deverA?o serA?o avaliados e validados em audiA?ncias pA?blicas.

Deixe uma resposta