Paraná Extra

Pesquisa mostra menor intenção de compra para o Dia dos Namorados

Sondagem realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) mostra que 54,6% dos paranaenses pretendem presentear no próximo Dia dos Namorados. Na comparação com 2016, quando 57,9% dos entrevistados afirmaram que comprariam presentes para a pessoa amada, verifica-se redução de 3,3 pontos percentuais.

A principal justificativa de quem não irá presentear é estar solteiro (46%). A falta de condições financeiras (21%), ou ainda, ambos os motivos (6%) também foram alegados.

Os setores do comércio que devem ser favorecidos pela data mais romântica do ano devem ser os de vestuário e calçados. Esses itens são a principal escolha de presente, tanto de quem vai presentear (32,5%) quanto de quem gostaria de receber (31,6%).
Os artigos de perfumaria também podem esperar alta nas vendas de junho, pois conforme os dados da sondagem, são a segunda opção para presentear (24,3%) e para ser presenteado (18,6%). Boa parte dos casais disse ainda que, além dos presentes, deve comemorar a data com um jantar especial (10,7%). Eletrônicos, viagens, acessórios e flores também estão na lista de presentes.

Enquanto o cupido acertou os corações, a crise mirou no bolso dos apaixonados. Neste ano, o tíquete médio será de R$88,00, bem menor do que no ano de 2016, quando a média era R$121,25.
A maioria dos namorados (42%) deve comprar presentes mais baratos, na faixa de R$50,00 a R$100,00. Os que pretendem investir um pouco mais, entre R$101,00 e R$150,00, correspondem a 39%. Os presentes na faixa entre R$151,00 e R$200,00 serão escolha de 10%. Há os que estão dispostos a investir um pouco mais para agradar o parceiro e devem gastar R$200,00 ou mais. Esses somam 9%.

Deixe uma resposta