Paraná Extra

PF cumpre 11 mandados de prisA?o em nova fase da “Carne Fraca”

A PolAi??cia Federal deflagrou nesta segunda-feira (5) a terceira fase da OperaAi??A?o Carne Fraca, denominadaAi??OperaAi??A?o TrapaAi??a, com o objetivo de investigar fraudes praticadas por empresas e laboratA?rios que tinham como finalidade burlar o ServiAi??o de InspeAi??A?o Federal e nA?o permitir a fiscalizaAi??A?o eficaz do MinistAi??rio da Agricultura, PecuA?ria e Abastecimento. Cerca de 270 policiais federais e 21 auditores fiscais federais agropecuA?rios cumprem 91 ordens judiciais nos estados do ParanA?, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, GoiA?s e SA?o Paulo, sendo 11 mandados de prisA?o temporA?ria, 27 mandados de conduAi??A?o coercitiva e 53 mandados de busca e apreensA?o. Os mandados judiciais cumpridos nesta manhA? foram expedidos pelo JuAi??zo Titular da 1A? Vara Federal de Ponta GrossaAi??.

As investigaAi??Ai??es demonstraram que cinco laboratA?rios credenciados junto ao MAPA ai??i?? MinistAi??rio da Agricultura, PecuA?ria e Abastecimento ai??i?? e setores de anA?lises de determinado grupo empresarial fraudavam resultados de exames em amostras de seu processo industrial, informando ao ServiAi??o de InspeAi??A?o Federal (SIF/MAPA) dados fictAi??cios em laudos e planilhas tAi??cnicos.

Os investigadores identificaram, ainda, que a prA?tica das fraudes contava com a anuA?ncia de executivos do grupo empresarial, bem como de seu corpo tAi??cnico, alAi??m de profissionais responsA?veis pelo controle de qualidade dos produtos da prA?pria empresa. TambAi??m foram constatadas manobras extrajudiciais, operadas pelos executivos do grupo, com o fim de acobertar a prA?tica desses ilAi??citos ao longo das investigaAi??Ai??es.

O nome dado Ai?? fase Ai?? uma alusA?o ao sistema de fraudes operadas por um grupo empresarial do ramo alimentAi??cio e por laboratA?rios de anA?lises de alimentos a ele vinculados.

Os investigados poderA?o responder, dentre outros, pelos crimes de falsidade documental, estelionato qualificado e formaAi??A?o de quadrilha ou bando, alAi??m de crimes contra a saA?de pA?blica.

Quanto aos investigados com prisA?o cautelar decretada, tA?o logo sejam localizados, eles serA?o trazidos Ai?? sede da PolAi??cia Federal em Curitiba, onde permanecerA?o Ai?? disposiAi??A?o das autoridades responsA?veis pela investigaAi??A?o.

Deixe uma resposta