Paraná Extra

PF faz prisões em três cidades do Paraná na Operação Mercúrio

Quarenta pessoas foram presas hoje (25) na Região Sul, durante a Operação Mercúrio, deflagrada pela Polícia Federal (PF) para desarticular uma quadrilha que praticava roubos a caixas eletrônicos e assaltos a ônibus de turismo, além de sequestros e homicídios. Segundo o agente da PF Marcos Korem deveriam ser cumpridos 39 mandados de prisão no Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, mas houve também prisão em flagrante. As prisões ocorreram em Joinvile (SC), São José dos Pinhais, Colombo, Londrina (PR) e Charqueado (RS). Ao todo, 300 policiais federais, civis e militares participam da operação.

Foram apreendidos nas residências dos presos, de acordo com Marcos Korem, armas, coletes e algemas. Os presos são considerados de alta periculosidade pela PF, muitos deles egressos ou foragidos do sistema penitenciário, condenados por homicídio, latrocínio e roubo, entre outros crimes. Eles ficarão à disposições da Justiça nos quatro presídios federais espalhados pelo país, entre eles o de Catanduvas, no oeste do Paraná.

Um dos integrantes da quadrilha, segundo o agente da PF, confirmou participação em confrontos com forças policiais, sendo um deles no Paraguai, em junho deste ano, quando a quadrilha se preparava para roubar um banco. Na ocasião, por meio de ação conjunta com a PF, as autoridades paraguaias prenderam parte do bando e apreenderam fuzis e explosivos. Na ação, dois criminosos foram mortos. Os que fugiram para o Brasil foram presos hoje.

(Agência Brasil)

Deixe uma resposta