Paraná Extra

PM agora nega extinção do Batalhão de Trânsito

Depois de confirmar à Banda B, no início da tarde desta quinta-feira (23) que “há um estudo no sentido de verificar a viabilidade de inserir nos batalhões de áreas frações de policiamento de trânsito, assim como já e feito no interior do estado”, o comando da Polícia Militar do Paraná negou no fim da tarde que exista a possibilidade do Batalhão de Trânsito de Curitiba (Bptran) ser extinto.

A hipótese da extinção foi levantada pela Banda B junto a uma fonte dentro da Polícia Militar. Segundo a fonte, este estudo está bastante adiantado e prevê a hipótese de acabar com o Bptran. Assim, cada batalhão teria uma ou duas viaturas para atender exclusivamente ocorrências de trânsito.

No contato feito no final da tarde pela assessoria de comunicação da PM-PR, a informação repassada foi de que o estudo prevê não o fim, mas a elevação do status do Bptran de batalhão para departamento ou diretoria de trânsito, uma espécie de Diretran estadual que coordenaria o trânsito em todo o estado.
Segundo a PM, o estudo trabalha com a possibilidade de estabelecer frações de policiamento do trânsito nos batalhões, mas com o comando do Bptran, que teria outro nome ligado a uma diretoria ou departamento.

A informação oficial é de que essas possibilidades fazem parte de um estudo sem garantia de aprovação ou prazo para implantação.

Sobre a informação colocada pela Banda B na primeira reportagem de que o  Batalhão de Trânsito de Curitiba contaria hoje com apenas 30 homens, efetivo considerado pequeno se comparado com os cerca de 600 agentes da Secretaria Municipal de Trânsito, a PM informou que este número não é correto, mas não quis informar qual seria o efetivo do batalhão atualmente. Apenas garantiu que é bem maior que 30 homens.

Deixe uma resposta