Paraná Extra

Policia faz operação contra fraudes em unidades de saúde

Na manhã desta segunda-feira (1º),  a Polícia Civil iniciou operação contra supostos atos corrupção e fraude à licitação para melhorias em unidades de saúde de Cascavel, no oeste do Estado. Cerca de dez policiais civis cumprem três mandados de busca e apreensão. O objetivo, de acordo com a PC, é apreender documentos, equipamentos eletrônicos e mídias. O material que for apreendido pode ajudar na investigação do caso e na produção de provas.

Segundo a Polícia Civil, a empresa escolhida na concorrência foi contratada por aproximadamente R$ 1,4 milhão. A empresa deveria realizar serviços comuns de manutenção, reparos, adequações e melhorias nas unidades e serviços de saúde do município.

Durante as investigações, a Polícia Civil verificou uma possível relação de corrupção entre os proprietários da empresa e o agente público fiscal do contrato. Ele é, de acordo com a PC, um servidor contratado em cargo comissionado e que recebeu vantagens indevidas.

O servidor público era o responsável por atestar o serviço e assinar as notas fiscais para pagamento, conforme informou a PC.

As investigações apontaram que essa empresa foi vencedora de outras licitações. Desde 2018, de acordo com a Polícia Civil, recebeu mais de R$ 4,3 milhões. Essa dado está no Portal da Transparência de Cascavel.

A Polícia Civil também apura esses outros contratos. Ainda segundo a Polícia Civil, há indícios de que a empresa participava das licitações apresentando preços abaixo das concorrentes.

Deixe uma resposta