Paraná Extra

Policia fecha em Curitiba laboratório para produção de ecstasy

Uma residência no bairro Botiatuvinha, em Curitiba, abrigava um laboratório para produção de ecstasy.  Dois homens foram presos com armas no local. A ação aconteceu nesta quinta-feira (23) e foi realizada pela Polícia Federal (PF), com apoio da Polícia Militar (PM).

Segundo a PF, a quantidade de materiais encontrada era capaz de produzir aproximadamente 150 mil comprimidos da droga sintética. Foram apreendidos 10 quilos de MDMA, que é a principal substância do ecstasy, cerca de R$ 50 mil, vários produtos químicos utilizados na fabricação da droga, uma máquina para fazer os comprimidos, uma pistola e um revólver com numerações raspadas. O chefe de comunicação da Polícia Federal, Paulo Roberto, disse que os policiais estavam em investigação na região oeste da capital quando verificaram a entrega de um equipamento usado na fabricação de comprimidos.

Além disso, Paulo contou que um dos suspeitos, que foi preso, já era investigado e é considerado o maior produtor de droga sintética do Brasil.
Os presos e os materiais apreendidos foram encaminhados para a Superintendência da Polícia Federal, no bairro Santa Cândida. Os homens presos em flagrante podem ser condenados até 21 anos de prisão, de acordo com a polícia.

Deixe uma resposta