Paraná Extra

Policiais condenados por formar quadrilha que atacava caixas eletrônicos

Dois policiais, um civil e um militar, foram condenados a prisão por tentativa de crimes de furto triplamente qualificado e formação de quadrilha. O bando tinha como alvo preferencial caixas eletrônicos de agências bancárias. A decisão do Juízo Criminal de Palmas, no Sul do Estado, responde ação penal proposta pelo Ministério Público do Paraná.

 

Além da denúncia criminal, o MP-PR deve propor ação civil pública por ato de improbidade administrativa para que os dois policiais sejam afastados, em definitivo, de suas funções públicas. A denúncia criminal foi apresentada pelo MP-PR em dezembro de 2010. Desde então, os policiais estão afastados temporariamente de suas funções.

 

Conforme a decisão, o policial civil Alcir Ghidini foi condenado a nove anos, nove meses e 10 dias de reclusão em regime fechado pelos crimes. O policial militar José Carlos Sendeski Schreiner foi condenado a oito anos, 11 meses e 10 dias.

 

Além dos policiais, outros três réus foram condenados. Fabio Minatti, Joilson Candido Bento e Ramiro Francisco do Nascimento foram sentenciados à pena de cinco anos, 10 meses e 20 dias em regime semiaberto.

Deixe uma resposta