Paraná Extra

Porto de Paranaguá tem mais de cem navios na fila de espera

Chuva atrapalha operação do Porto que tem mais de cem navios à espera. (Foto: APPA)

Chuva atrapalha operação do Porto que tem mais de cem navios à espera. (Foto: APPA)

A chuva que atinge o Paraná desde a tarde de segunda-feira (18) também está afetando as operações de embarque e desembarque no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná. De acordo com a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), no início da manhã desta quinta-feira (21) 16 navios estavam atracados e 103 aguardavam em uma fila na Baía de Guaratuba, na espera para ecostar no caís. A maior parte deles está com carga de fertilizantes.

 

O navio que espera há mais tempo já completou 30 dias em alto mar, sendo que a média do porto é de 20 dias de espera.

 

Os atrasos são reflexos da demora no atendimento aos navios, causando o acúmulo de embarcações. Uma das das justificativas da Appa para a demora é que o índice pluviométrico registrado nos primeiros dias de junho, no litoral paranaense equivale ao dobro do registrado no mesmo período do ano passado. Quando chove, o embarque de graneis é interrompido. Ao todo, o porto ficou 13 dias sem operar, somando todas as horas de paralisações provocadas pela chuva nos últimos 30 dias.

 

No total, mais de um milhão de fertilizantes ainda vão ser descarregados. O Porto de Paranaguá é o segundo maior para commodities agrícolas no Brasil, atrás de Santos, o primeiro na movimentação de fertilizantes.

 

(G1 PR)

Deixe uma resposta