Paraná Extra

Prefeito de Londrina reduz taxa de coleta de lixo

O prefeito de Londrina, no norte do Paraná, Marcelo Belinati, assinou nesta terça-feira (10) um acordo com o Ministério Público (MP-PR) para a redução da taxa de coleta de lixo.O termo de ajustamento de conduta (TAC) prevê a retirada de alguns serviços do cálculo que estabelece o valor dividido com os contribuintes, como os pontos de entrega voluntária e os resíduos de construção civil.
O acordo não estabelece, no entanto, como serão prestados.
Com os cortes, a previsão da Secretaria Municipal de Fazenda é que o valor total caia de R$ 52 milhões para R$ 43 milhões.
As mudanças são válidas para a partir de 2019.
A taxa é cobrada junto com o Imposto Predial Territorial e Urbano (IPTU) e varia de acordo com a região da cidade e a quantidade de vezes que o caminhão faz a coleta por semana.
Em 2018, moradores foram surpreendidos e reclamaram do aumento do tributo. Conforme a prefeitura, o valor cobrado por coleta realizada passou de R$ 1,11 para R$ 1,44, e a cobrança agora leva em conta as 52 semanas no ano e não 48, como anteriormente.
A prefeitura também acabou com uma regra que limitava a taxa de coleta de lixo a 20% do valor do IPTU. Com essas mudanças, os valores ficaram assim:
R$ 149,76 por ano, nos locais com coleta duas vezes por semana;
R$ 224,64 por ano, onde o caminhão passa três vezes por semana ;
R$ 449,28 por ano, nos bairros com seis dias de coleta.

(G1)

 

Deixe uma resposta