Paraná Extra

Prefeitura garante que ônibus circularão só com passageiros sentados

A Urbanização de Curitiba (Urbs) determinou que os ônibus do transporte coletivo da capital circulem somente com lotação de passageiros sentados a partir desta quinta-feira (2). Ao atingir o limite dos bancos, os ônibus só poderão parar para desembarque. À medida que sobrarem assentos, os veículos voltam a receber novos passageiros.

A medida, válida pelos próximos 14 dias, cumpre determinação prevista nos decretos 870/2020 da Prefeitura de Curitiba e 4.942 do Governo do Estado, que estabeleceram regras mais rígidas para o combate à covid-19.

As empresas que desrespeitarem a regra e transportarem além do limite serão multadas. O sistema opera com 9,5 mil viagens por dia e a multa prevista é de R$ 50 por infração.

Reforços
Segundo o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto, o transporte coletivo vai manter a programação de linhas, com os reforços que já vinham sendo feitos e ainda ônibus reservas a postos para entrarem em operação em caso de necessidade.

De acordo com os decretos, somente passageiros que trabalham ou usam serviços essenciais devem utilizar o transporte coletivo nos próximos 14 dias. Os decretos estabeleceram o fechamento, por exemplo, de shopping centers, comércio de rua, galerias, feiras, salões de beleza, academias, bares e casas noturnas.

“Com o cumprimento dos decretos, a expectativa é que tenhamos uma queda significativa no número de usuários no sistema, já que 70% deles são dos setores de comércio e serviços”, explica o presidente da Urbs.

De acordo com ele, é preciso contar com o bom senso da população e dos setores econômicos incluídos nas restrições da quarentena.

“Não temos como fiscalizar todos os passageiros, são 270 mil usuários e 9,5 mil viagens por dia. A população e as empresas precisam entender a gravidade da situação. Vamos monitorar diariamente o movimento no transporte coletivo e esperamos também que, após essas duas semanas, haja um escalonamento nos horários dos setores para que não tenhamos aglomeração nos horários de pico”, disse.

Saúde
A Urbs também vai manter a operação da Linha Expresso Exclusivo Saúde, que entrou em funcionamento na segunda-feira (29/6), mas vai alterar os horários de embarque no fim do dia, na Praça Rui Barbosa.

A partir desta quinta-feira (2/7), a linha sai da praça às 18h20 e 19h20. No Terminal do Pinheirinho, serão mantidos os horários de saída em 6h e 7h. A linha é exclusiva para passageiros que trabalham em hospitais e clínicas.

Também será mantida a prioridade no embarque desses profissionais nas demais linhas da capital, mediante apresentação de documento que identifique o funcionário e a instituição onde trabalha.

Deixe uma resposta