Paraná Extra

Prefeitura promete ressarcir medicamentos confiscados em clínicas

Depois da suspensão de cirurgias eletivas no Paraná, por determinação do governo estadual, a Prefeitura de Curitiba fez uma ação de fiscalização e confiscou estoques de anestésicos em pelo menos seis clínicas particulares, quase todas de cirurgia plástica. Os medicamentos, conforme a administração municipal, são usados em UTIs que tratam de pacientes suspeitos ou confirmados de Covid-19.
Os medicamentos requisitados serão ressarcidos pelo município, pelo valor atual de mercado, ainda segundo a prefeitura.

A prefeitura informou ainda que está sendo avaliada a qualidade dos medicamentos e também a quantidade para definir a destinação. A princípio, os medicamentos serão encaminhados para o Hospital do Idoso e o Hospital Vitória.

Recentemente, o secretário estadual de Saúde do Paraná, Beto Preto, alertou sobre a escassez dos medicamentos para sedação nas unidades de terapia intensiva e disse que a situação ocorreu por conta da alta demanda de casos.

De acordo com o boletim mais recente da Secretaria Estadual de Saúde do Paraná (Sesa), Curitiba tem 1.562 casos confirmados de Covid-19 e 497 mortes. Em todo o Paraná são 68.644 casos confirmados e 1.721 mortes.

Deixe uma resposta