Paraná Extra

Preso, prefeito de São Miguel do Iguaçu renuncia ao cargo

Claudio Dutra (DEM) renunciou ao cargo de prefeito de São Miguel do Iguaçu, no oeste do Paraná. O pedido foi acatado na segunda-feira (23) pela Câmara de Vereadores do município.
Com a renúncia, o vice-prefeito Albino Bissolotti (DEM) assume o cargo até o final do atual mandato, que termina em dezembro.
Dutra está preso preventivamente na Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu, também na região oeste, desde setembro. Ele é investigado por suspeita de fraudes em licitações.
De acordo com a defesa do ex-prefeito, Dutra decidiu renunciar porque “não fazia sentido a cidade ficar sem prefeito”. Os advogados aguardam o julgamento de um pedido de habeas corpus.

Investigações

Cláudio Dutra foi preso em 23 de setembro em uma operação do Ministério Público do Paraná e da Divisão de Combate à Corrupção que apura fraudes de mais de R$ 8,6 milhões em licitações no município.
Segundo as investigações, houve sobrepreço na contratação de serviços de transporte escolar.
De acordo com a polícia, foram identificadas irregularidades na cobrança de quilometragem não rodada, direcionamento do procedimento, utilização de ‘laranjas’ na constituição de empresas e pagamento de propinas para servidores públicos e políticos.
No início de outubro, Dutra foi alvo de uma nova operação, desta vez da Polícia Federal, em uma investigação sobre fraudes em licitações nas áreas de saúde, limpeza, esporte e cultura.

São investigadas irregularidades em 25 licitações, entre 2013 e 2020, que, segundo a polícia, causaram prejuízo de R$ 60 milhões aos cofres públicos do município.

(G1 PR)

Deixe uma resposta