Paraná Extra

Presos em delegacias serão instalados em celas móveis de concreto

Com um terço dos presos do sistema penitenciário amontados em delegacias, o governo estadual vai começar a usar celas móveis de concreto para tentar reduzir a superlotação nas cadeias A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária. Já foram adquiridos seis “shelters”, que serão instalados, nos próximos dias, no 11º Distrito, em Curitiba.

As celas modulares que permitem a custódia de até 12 presos, aumentando – portanto – a capacidade em 72 vagas. A gestão dessas celas ficará por conta do Departamento Penitenciário do Paraná.

A medida foi anunciada após a retirada de 41 presos do 8º DP, onde aconteceu lima rebelião e dois presos foram mortos. A remoção desse grupo foi solicitada ao próprio Depen por causa de danos deixados nas celas em um motim e tentativa de fuga durante o fim de semana.

Depois do episódio, os 41 que permaneciam ali foram levados para o 11º, que passou a contar com 176 num espaço projetado para 50.

O local foi vistoriado na tarde de ontem (6) pelo presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB Paraná, Alexandre Salomão, para quem a resolução do quadro passa pela construção de vagas, exames periódicos das custódias, celeridade dos processos e mais do que isso, passa por alternativas ao encarceramento.

 

 

Deixe uma resposta