Paraná Extra

Pressão de taxistas gera novas exigências para motoristas de aplicativos

Os motoristas de aplicativo que atuam em Curitiba terão que fazer um cadastro na Urbs, empresa que gerencia o transporte público, a partir desta quarta-feira (21).

A exigência faz parte de um decreto que foi assinado pelo prefeito Rafael Greca (PMN), nesta terça-feira (20), logo após um protesto de taxistas. Os motoristas terão 60 dias, a partir desta quarta, para fazer o cadastro.
A ampliação da regulamentação do serviço foi um dos motivos do protesto dos taxistas. A categoria também exigiu mais fiscalização no serviço dos motoristas.
O decreto também é uma adequação ao artigo 11B da Lei Federal 12.587/2012, que exige Carteira Nacional de Habilitação na categoria B ou superior para a realização de serviço de transporte remunerado privado individual de passageiros.

Atualmente, 2,7 mil taxistas atuam na capital e mais de 12 mil motoristas de aplicativo estão cadastrados em plataformas de aplicativo, segundo a secretaria de Finanças da prefeitura.
O Sindicato dos Taxistas do Estado do Paraná (Sinditáxi), diz que são 30 mil motoristas cadastrados.
Curitiba foi uma das primeiras capitais a ter regulamentação municipal do serviço de transporte de aplicativo. Atualmente, as empresas Uber, Cabify e 99 Pop estão regulamentadas para atuar na capital.

Deixe uma resposta