Paraná Extra

ProduAi??A?o industrial paranaense avanAi??ou 3,3% em um mA?s

Oito dos 15 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e EstatAi??stica (IBGE) no paAi??s tiveram queda na produAi??A?o industrial de janeiro para fevereiro deste ano.

Segundo dados da Pesquisa Industrial Mensal ai??i?? ProduAi??A?o FAi??sica Regional, divulgada hoje (11), no Rio de Janeiro, os maiores recuos foram observados no ParA?Ai?? (10,9%), Amazonas (-5,9%) e Mato Grosso (-4,4%).

TambAi??m houve queda na produAi??A?o em Minas Gerais (-2,8%), EspAi??rito Santo (-1,1%), CearA? (-0,7%), SA?o Paulo (-0,5%) e Rio Grande do Sul (-0,1%). GoiA?s manteve o mesmo nAi??vel de produAi??A?o nos dois meses.

Seis locais acusaram alta e mantiveram a produAi??A?o industrial nacional com resultado positivo de 0,2% de janeiro para fevereiro. Houve avanAi??o no ParanA? (3,3%), na RegiA?o Nordeste (2,6%), em Pernambuco (1,3%), Rio de Janeiro (1,2%), Santa Catarina e Bahia (ambos com 0,9%).

A produAi??A?o da RegiA?o Nordeste inclui as indA?strias dos nove estados, inclusive da Bahia, Pernambuco e CearA?, que tambAi??m sA?o calculados separadamente.

AvanAi??os e recuos

Na comparaAi??A?o com fevereiro do ano passado, a indA?stria cresceu em nove locais, com destaque para o Amazonas (16,2%), e caiu em seis. Os maiores recuos ocorreram em Minas (6,4%), e EspAi??rito Santo (6,3%).

No acumulado de 2018, dez locais tiveram alta na produAi??A?o industrial. Mais uma vez, o Amazonas teve o maior crescimento (24,5%). Cinco localidades anotaram desaceleraAi??A?o, com destaque para EspAi??rito Santo (-7,8%).

JA? no acumulado de 12 meses, avanAi??os foram observados em 12 locais. O ParA? teve a maior alta nesse tipo de comparaAi??A?o (9,9%). Dois locais caAi??ram: Pernambuco (-1,8%) e EspAi??rito Santo (-0,4%). A produAi??A?o da RegiA?o Nordeste manteve-se estA?vel.

Deixe uma resposta