Paraná Extra

Quase 527 mil famílias curitibanas estão endividadas, diz pesquisa

Mais de 90% das famílias curitibanas estão endividadas, segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira (16), pela Federação do Comércio, Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio/SP). O número é maior que a média da Região Sul, de 80%.

 

Segundo o estudo, que avaliou os números consolidados de 2010 e 2011, Curitiba é a capital com maior proporção de famílias devedoras. São 526.704 famílias (90,27%) endividadas, do total de 583.453. O número representa um crescimento de 42,44% em relação a 2010, quando 369.761 famílias se enquadravam nesta categoria.

 

Para Altamiro Carvalho, economista da FecomercioSP, o aumento se deve à disseminação do crédito. “Com o fim da crise financeira internacional, em 2010, o sistema financeiro foi em busca de novas regiões para disseminar o acesso ao crédito, principalmente a Região Sul, onde a renda das famílias é 25% superior à média das capitais brasileiras”, justificou.

 

De acordo com o economista, a proporção não chega a preocupar, pois a parcela da renda comprometida com o pagamento das dívidas diminuiu. Em Curitiba, somente 26,4% da renda têm esta destinação, um recuo de 2,36 pontos porcentuais, em relação à última pesquisa. “Esse número é bem menor do que a média nacional de 30%”, esclarece.

 

Os dados demonstram que os curitibanos estão administrando o dinheiro melhor que os demais brasileiros. “Praticamente toda a classe média de Curitiba está se utilizando da oferta de crédito e esse conjunto de pessoas consegue manter suas dividas de forma saudável, dentro daquilo que é considerado razoável”, explicou Carvalho. Além disso, enquanto a renda média mensal das famílias brasileiras é de R$ 5.231,53, a das curitibanas é de R$ 6.049,37.

 

(G1)

Deixe uma resposta