Paraná Extra

Quatro vilas da Capital, na CIC, recebem unidades policiais na madrugada

Unidades da PM percorrem ruas das vilas da CIC, na instalação de UPS.

Unidades da PM percorrem ruas das vilas da CIC, na instalação de UPS.

As polícias do Paraná instalaram na manhã desta terça-feira (17) mais quatro Unidades Paraná Seguro (UPS) em Curitiba. Todas foram colocadas na Cidade Industrial de Curitiba, nas vilas Sabará, Caiuá, Vila Verde e Vila Nossa Senhora da Luz, identificadas como maiores focos de violência na região. Durante a manhã, serão cerca de 600 PMs, civis e guardas municipais, que farão abordagens e apreeensões. Ao longo do dia a quantidade deve chegar a 1,3 mil policiais. Além dos carros de polícia, a operação conta também com o apoio da cavalaria e de um helicóptero.

 

“Todos os policiais envolvidos nessa operação receberam um treinamento especial para que eles possam fazer uma atuação repressiva e cautelosa ao mesmo tempo. Esse cuidado é importante para que as pessoas humildes como estudantes e donas de casa, por exemplo, não recebam um eventual tratamento mais agressivo por conta de serem apenas moradores “, afirmou o sub comandante geral César Alberto Souza.

 

O grupo saiu em comboio por volta das 6h30 do Quartel General (QG) da PM e chegou no bairro por volta das 7h30. Lá, eles permanecem em pontos específicos. “Em virtude da chuva, nós vamos abordar as pessoas aos poucos, para evitar fazer com que famílias, que não tem nada a ver com o crime, possam ser prejudicadas”, explicou o sub comandante.

 

Antes da ocupação foram cumpridos cerca de 60 mandados de prisão. “Agora nós vamos atuar mais para tranquilizar as famílias, para que eles possam ter segurança ao sair de casa”, afirmou César.

 

Nesta primeira etapa do processo de implementação a entrada e saída dos moradores deve ser controlada por bloqueios policiais, seguida da segunda etapa, na qual as unidades serão efetivamente lançadas.

 

Então, agentes capacitados em policiamento comunitário farão o monitoramento dia a dia na região.

 

Projeto

 

O projeto paranaense da UPS é similar ao do Rio de Janeiro da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), contudo, a proposta no estado não tem a participação do Exército, mas conta com as polícias Militar e Civil. O bairro Uberaba foi o primeiro da capital a receber uma UPS, em março, seguido do Parolin, em maio.

 

“É sempre importante lembrar que o projeto da UPS é um projeto de cidadania e não de polícia. A polícia tem um papel, um protagonismo importante, e, por isso, com a implantaçao no CIC, nós estamos empregando hoje mais de mil policiais”, acrescentou o secretário de segurança pública Reinaldo de Almeida César.

 

Há a previsão de instalação de mais quatro unidades em Curitiba ainda para 2012, com previsão de expansão para demais cidades do estado nos anos seguintes. O programa Paraná Seguro prevê a contratação de dez mil policiais e a compra de 3,2 mil carros de polícia equipados com tablets até 2014. Outras 95 delegacias e 400 módulos policiais devem ser instalados.

 

(G1 PR)

Deixe uma resposta