Paraná Extra

Receita do agronegA?cio deve crescer mais de 10% em 2018

O aumento dos preA�os internacionais das commodities e a demanda da China devem fazer de 2018 um ano positivo para o agronegA?cio do ParanA?. O setor, um dos poucos que cresceu na crise econA?mica, se prepara para avanA�ar ainda mais, mesmo com uma estimativa menor para a produA�A?o grA?os.

a�?A safra paranaense de grA?os serA? menor, por questA�es climA?ticas, como a La NiA�a, mas dentro dos patamares histA?ricos. Vamos continuar a crescer na produA�A?o de frango, suA�nos e peixes, e devemos manter a posiA�A?o de maior produtor de proteA�na animal do PaA�sa�?, diz o secretA?rio de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara.

Ortigara ressalta que o agronegA?cio representa 30% da economia do ParanA? e tem contribuA�do para o bom desempenho do Estado em indicadores de outros setores, como a indA?stria, comA�rcio, serviA�os e geraA�A?o de empregos. a�?A riqueza gerada no campo impacta toda a cadeia produtiva paranaensea�?, afirma.

A estimativa da OrganizaA�A?o das Cooperativas do ParanA? (Ocepar) A� de que o faturamento do agronegA?cio volte a crescer acima de 10%. a�?Em 2017 devemos ter fechado com receita prA?xima de R$ 71 bilhA�es, mas com crescimento bem menor, em torno de 2% a 3% em relaA�A?o a 2016a�?, explica FlA?vio Turra, gerente tA�cnico da Ocepar.

Segundo ele, para 2018, com a retomada dos preA�os, a venda dos estoques de passagem e o aumento da industrializaA�A?o da produA�A?o a perspectiva A� que o setor volte a crescer a taxa de dois dA�gitos. A meta da entidade A� que as 220 cooperativas do Estado atinjam um faturamento conjunto de R$ 100 bilhA�es nos prA?ximos anos.

GRA?OS – Depois de um ano considerado excepcional para a safra paranaense, que bateu o recorde de 41,6 milhA�es de toneladas, 2018 deve ter uma colheita menor, mas que deve ser compensada pela melhora das cotaA�A�es, de acordo com Turra. A China, principal comprador de produtos do ParanA?, deve continuar a demandar tanto grA?os quanto carnes.

A projeA�A?o do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, A� que a safra total 2017/2018 fique em 35,5 milhA�es de toneladas, 10% abaixo da anterior.

a�?O que tivemos na safra 2016/2017 foi uma combinaA�A?o de fatores favorA?veis, com clima e alta produtividade. Foi uma marca histA?rica. Mas tudo indica que, mantido o clima bom, a produA�A?o da safra 2017/2018 serA? boaa�?, diz Francisco Carlos Simioni, diretor-geral do Deral.

Deixe uma resposta