Paraná Extra

Receita vistoria empresas acusadas de fornecer notas fiscais falsas

Quatro empresas suspeitas de emitirem notas fiscais falsas para ambulantes estão sendo vistoriadas nesta quarta-feira (11), em Curitiba, em uma operação de repressão ao contrabando e descaminho, deflagrada no início da tarde, pela Receita Federal . A operação é uma continuidade de outra realizada no final do mês de março, quando a polícia apreendeu 25 carrinhos de ambulantes com 75% das mercadorias contrabandeadas. Foram apreendidos R$ 150 mil em produtos eletrônicos e vestuário.

“Os documentos comprobatórios da regularidade fiscal das mercadorias eram basicamente de quatro empresas e as notas fiscais apresentavam sinais suspeitos, como datas de compra posteriores a nossa apreensão e descrição muito genéricas dos produtos”, disse a chefe da Inspetoria da Receita Federal na capital paranaense, Cláudia Regina Leão do Nascimento Thomaz.

 

Fiscais da Receita estão verificando todo o estoque das lojas e exigindo a comprovação da entrada regular das mercadorias estrangeiras no país. “Se ficar comprovado que as informações prestadas aos comerciantes eram falsas, a pena será de perda total dos produtos”, disse a inspetora. Neste caso, alguns são destruídos e outros encaminhados para órgãos públicos ou leilões. Segundo Cláudia Regina, os proprietários dessas empresas poderão responder a processo penal após a queixa ser encaminhada ao Ministério Público, com pagamento de multas e até quatro anos de prisão.

(Agência Brasil)

Deixe uma resposta