Paraná Extra

Recurso de Beto para trancar operação do MP é rejeitado pela justiça

Foi negado ontem (8), pela 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça um pedido dos advogados de defesa do ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) para trancar a investigação da Operação Superagui do Ministério Público do Paraná (MP-PR)

Esta operação investiga, desde 2015, irregularidade na concessão de licença ambiental à empresa Green Logística, de propriedade de Jorge Atherino, que está preso desde setembro pela Operação Piloto, que apura fraude na licitação para duplicação da PR-323. As fraudes no Porto de Paranaguá teriam beneficiado a mesma empresa e o MP aponta ligações com o ex-governador.

A defesa de Beto Richa disse que vai entrar com recurso no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Deixe uma resposta