Paraná Extra

Reitor da UFPR protesta contra ações policiais nas universidades

O reitor da Universidade Federal do Paraná, Ricardo Marcelo Fonseca, divulgou uma nota no site da instituição com o título “Um Ano de Ataques contra as universidades públicas brasileiras”. Ele cita algumas operações realizadas pela Polícia Federal, inclusive a Operação Research, deflagrada na UFPR em fevereiro deste ano e que resultou em uma série de prisões de pessoas que teriam desviado recursos de bolsas de estudo na universidade.

Segundo Ricardo Marcelo Fonseca, em menos de um ano, quatro universidades federais passaram por operações policiais, em um cenário nunca antes visto.

A nota traz o seguinte questionamento do reitor da UFPR: “As universidades, seus professores, servidores técnicos e pesquisadores teriam se pervertido tanto assim em um ano? Teriam se transformado de repente em ninhos de bandidos?”.  Ricardo Marcelo Fonseca afirmou que as universidades não são perfeitas, mas “seguramente não são esse antro de corrupção, descontrole e ineficiência que as ações policiais sugerem e que a mídia propaga”.

Por fim, o reitor cita o seguinte: “enquanto deputados ou senadores filmados em flagrante delito por graves desvios são soltos pelos seus pares, reitores têm sua liberdade cassada. A sociedade deve, com muita premência, pensar que tipo de mundo pretende construir quando instituições como as universidades públicas (responsáveis por cerca de 90% da ciência e tecnologia do Brasil) são demonizadas, expostas, desrespeitadas e quando seus dirigentes são imolados publicamente”.

Deixe uma resposta