Paraná Extra

Saque acima de R$ 50 mil deve ser informado 3 dias antes

A partir de agora, o cliente bancA?rio que precisar sacar na boca do caixa valor igual ou acima de R$ 50 mil deverA? informar a operaAi??A?o com, no mAi??nimo, trA?s dias A?teis de antecedA?ncia. Segundo a FederaAi??A?o Brasileira de Bancos (Febraban), tambAi??m serA? preciso fornecer dados adicionais sobre a transaAi??A?o, como os motivos do saque e a identificaAi??A?o dos beneficiA?rios.

De acordo com a entidade, a medida foi determinada pelo Banco Central (BC) para aumentar o controle sobre movimentaAi??Ai??es financeiras de alto valor em espAi??cie. AtAi?? entA?o, a comunicaAi??A?o prAi??via ao banco era exigida apenas com um dia A?til de antecedA?ncia e para valor igual ou acima de R$ 100 mil. As exigA?ncias constam na Circular 3.839 do BC, publicada em 30 de junho, e que tinha prazo de 180 dias para entrada em vigor.

O formulA?rio para a comunicaAi??A?o prAi??via pode ser preenchido por meio eletrA?nico nos portais dos bancos ou nas agA?ncias bancA?rias. As informaAi??Ai??es fornecidas pelos clientes serA?o automaticamente encaminhadas ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). Em 2017, segundo a Febraban, o sistema financeiro fez mais de 1 milhA?o de comunicaAi??Ai??es de operaAi??Ai??es em espAi??cie.

Para a entidade, as medidas contribuem para aprimorar as polAi??ticas oficiais de combate Ai?? corrupAi??A?o e Ai?? lavagem de dinheiro e, ao mesmo tempo, darA?o mais seguranAi??a aos clientes na realizaAi??A?o das operaAi??Ai??es. Entretanto, a Febraban orienta os clientes que deem preferA?ncia aos canais eletrA?nicos para transferA?ncias e outras transaAi??Ai??es.

A mudanAi??a nas regras de saques em dinheiro faz parte das aAi??Ai??es desenvolvidas na EstratAi??gia Nacional de Combate Ai?? CorrupAi??A?o e Ai?? Lavagem de Dinheiro (Enccla). Segundo a Febraban, a instA?ncia foi criada em 2003 para articular a aAi??A?o de entidades pA?blicas e da sociedade civil na prevenAi??A?o e combate Ai?? corrupAi??A?o e Ai?? lavagem de dinheiro.

Deixe uma resposta