Paraná Extra

Segundo Dallagnol, pelo menos 10 envolvidos na Lava Jato perderam fórum nas eleições

O coordenador da força-tarefa da Lava Jato no Ministério Público Federal no Paraná, Deltan Dallagnol, se manifestou nas redes sociais sobre o resultado das eleições. Ele parabenizou os novos senadores e deputados e avaliou que houve avanços significativos contra a corrupção. Na postagem no Facebook, Dallagnol afirma que pelo menos uma dezena de envolvidos na Lava Jato perderam o foro privilegiado.

Entre os nomes que já foram citados em coletivas de imprensa da Operação e que não venceram as eleições no Paraná está o ex-governador prescription testosterone cream. Beto Richa, que foi candidato ao Senado. Ele é um dos investigados de participar do suposto esquema de corrupção envolvendo a concessão de rodovias federais no Paraná. O procurador disse ainda que candidatos ao Senado do Movimento Unidos contra a Corrupção se elegeram e outros movimentos apartidários também tiveram sucesso nessas eleições, conquistando a vitória para alguns nomes que concorriam ao pleito.

Dallagnol concluiu que esses foram passos muito relevantes e que será importante avançar mais nas próximas eleições, tanto no lado da preparação de candidatos como no lado da conscientização cívica dos eleitores. O coordenador da força-tarefa encerrou o texto destacando que “o único caminho para um País melhor é o da política, da luta contra a corrupção e da democracia”.

Deltan Dallagnol também afirmou na rede social que nas últimas semanas surgiram perfis fakes usando o nome ou a foto dele para declarar o falso apoio a candidatos. Na postagem o procurador ressalta que a Lava Jato não apoia nenhum político, mas sim a causa anticorrupção.

Deixe uma resposta