Paraná Extra

SESA vai ter que explicar a deputados porque suspendeu a quarentena

A Secretaria de Estado da Saúde vai ter que explicar, nesta quinta-feira (16), aos deputados estaduais, porque o governo Ratinho Junior suspendeu a quarentena no mesmo dia em que o Paraná registrou recordes de mortes pela Covid-19. O deputado estadual Michele Caputo (PSDB), coordenador da Frente Parlamentar do Coronavírus, confirmou a participação do diretor-geral da Secretaria, Nestor Werner Júnior, na reunião marcada na Assembleia, a partir das 10h.

“O doutor Nestor vai expor a atual situação epidemiológica da Covid-19 no Paraná, além de explicar como funciona o processo de definição da entrada e saída dos municípios da condição de quarentena restritiva. Será a oportunidade também para conhecer os resultados desses 15 primeiros dias do decreto estadual que determinou uma série de medidas restritivas nas cidades de sete regionais de saúde”, disse Michele Caputo.

Críticas

Nesta quarta (15), o também ex-secretário da Saúde, Michele Caputo (PSDB) condenou a suspensão da quarentena. “Estamos com 109% de aumento de mortes nos últimos quinze dias. Continuamos com nível baixíssimo de isolamento. Não sei o que aconteceu, porque os casos estão aumentando, os óbitos também. Vejo que esse recuo é perigoso. Temos um baixo nível de colaboração, de fiscalização quando você tem que fazer restrições”.

Caputo afirmou ainda que a preocupação com a economia é compreensível, mas não pode justificar o relaxamento das medidas de isolamento social nesse momento.

“Entendo que deputados tenham compromisso com setores empresariais. Mas os números da Capital e da RMC estão totalmente comprometidos, principalmente os leitos de UTI. Faltam insumos farmacêuticos. Faltam inclusive equipamentos. E principalmente profissionais”, disse. “Nós precisamos manter o que é essencial, que é a saúde das pessoas. O resto se recupera”, acrescentou Caputo.

 

Deixe uma resposta