Paraná Extra

Só quatro dos 29 fugitivos de penitenciária são recapturados

Quatro detentos que fugiram da Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP), na região metropolitana de Curitiba, na madrugada de terça-feira (11), foram recapturados.

Na manhã desta quarta-feira (12), os guardas municipais de Quatro Barras, também na região metropolitana, recapturaram dois foragidos na região central do município. Eles foram encaminhados à Penitenciária de Piraquara.

Além disso, ainda na noite de terça-feira (11), a Guarda Municipal de Quatro Barras já havia recapturado dois detentos no Jardim Acácias. Eles foram levados à Delegacia de Quatro Barras e, em seguida, foram transferidos para a PEP.

As prisões aconteceram após denúncias da população de onde os foragidos estavam.

Segundo o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), a fuga da penitenciária aconteceu após criminosos fortemente armados explodirem um muro da unidade prisional e resgatarem os detentos.

Veículos foram queimados nos principais acessos ao complexo penitenciário e nas estradas da região para auxiliar na fuga.

De acordo com o secretário especial de Administração Penitenciária, Coronel Élio de Oliveira Manoel, o alvo dos criminosos era a retirada, principalmente, dos comparsas envolvidos com assaltos a carros-fortes e bancos. Inclusive, o armamento utilizado para a fuga é muito parecido com o utilizado nos crimes.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os suspeitos queimaram cinco caminhões e dois carros ao longo do Contorno Leste de Curitiba para evitar que policiais conseguissem chegar até a Penitenciária de Piraquara.

Vinte e cinco detentos seguem foragidos, segundo o Depen. Entre eles está Ozélio de Oliveira, conhecido como Sumô. Ele foi condenado há mais de 200 anos de prisão e foi o responsável pelo sequestro de Wellington Camargo, em 1998, irmão da dupla sertaneja Zezé Di Camargo e Luciano.

O coronel ainda frisou que os reparos nas estruturas que foram danificadas já foram realizados e os detentos ficarão sem banho de sol e visitação até que a toda a ordem interna da unidade prisional seja reestabelecida.

(CBN)

Deixe uma resposta