Paraná Extra

STF condena o primeiro rA�u da Lava Jato: Nelson Meurer

A 2A? Turma do Supremo Tribunal Federal condenou nesta tarde (28) o deputado federal Nelson Meurer (PP-PR) pelos crimes de corrupA�A?o passiva e lavagem de dinheiro. O ministro Dias Toffoli seguiu o relator foi o terceiro a votar pela condenaA�A?o do parlamentar. Restam os votos de Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski. Mesmo assim, com o voto da maioria, o paranaense se tornaA�o primeiro rA�u condenado no STF no A?mbito da OperaA�A?o Lava Jato.

AlA�m do deputado, tambA�m hA? maioria para a condenaA�A?o de dois filhos dele: Nelson Meurer JA?nior e Cristiano Augusto Meurer.A�De acordo comA�a acusaA�A?o, o parlamentar e os filhos coordenavam um esquema de corrupA�A?o entre o Partido Progressista eA�a diretoria da Petrobras. Nelson Meurer teria recebido vantagens indevidas no valor deA�R$ 357,9 milhA?es, como contrapartida de apoio polA�tico para a permanA?ncia de Paulo Roberto Costa A� frente da Diretoria de Abastecimento da estatal.

Na sessA?o desta terA�a, a terceira dedicada ao julgamento, restavam os votos dos ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski.A�Na semana passada, jA? haviam se manifestado o relator do caso, ministro Edson Fachin, e o revisor, ministro Celso de Mello.

Ao defender a condenaA�A?o do deputado, o relator, ministro Edson Fachin afirmou haver provas de que Meurer recebeu vantagens indevidas de um cartel de empreiteiras que tinham interesse em contratos com a Petrobras. Em troca, indicou e influenciou na manutenA�A?o de Paulo Roberto Costa na diretoria de abastecimento da Petrobras. Segundo Fachin, portanto, esse ato constituiu crime de corrupA�A?o passiva, no contexto do presidencialismo de coalizA?o a��A�sistema no qual o presidente governa com o auxA�lio do Congresso.

Deixe uma resposta