Paraná Extra

Surto de sarna obriga fechamento de cadeia para desinfecção

A Vigilância Sanitária de São José dos Pinhais, na Grande Curitiba, interditou hoje (11) a carceragem da principal delegacia da cidade. Os 52 detentos foram levados à Casa de Custódia de Piraquara (CCP). A transferência acontece após denúncias de que a delegacia, além de superlotada (a capacidade é para apenas oito presos), estava com um surto de sarna. Os doentes serão tratados e ficarão isolados na Casa de Custódia até que a transferência para o sistema prisional seja efetivada. Não há prazo para a conclusão do processo.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária (SESP-PR), a higienização levará de 7 a 10 dias. Depois disso, a carceragem poderá ser utilizada novamente. Os episódios de sarna e superlotação são recorrentes nesta delegacia. O diretor do Conselho Comunitário de Execução Penal de São José dos Pinhais conta que o órgão atua há anos para tentar garantir condições dignas para detentos, policiais e visitantes.

Deixe uma resposta